Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só que não

Estamos começados mas não acabados. No fim, no regresso a nós, que consigamos, serenamente, dizer: «Ousei viver!». Sou feita de sentir e o que não me cabe no peito, transpiro-o nas palavras. Sou mulher e sou feliz.

04
Fev17

Há amores que não vivemos a dois

By, JUX

Há amores que não vivemos a dois Há amores que não vivemos a dois. Que deixamos para depois. Há amores só nossos. Que nunca foram vividos e tantas vezes foram sentidos. Quantos amores não vivemos? Quantos amores já esquecemos? Não. Não são amores não correspondidos. São apenas amores não vividos. Há amores assim. Que morrem antes de nascer. Por medo? Por dúvida? Não sei. E nunca chegarei a saber. Há amores que nunca dizemos. Amores impossíveis? Talvez. Nunca saberemos. Amamos em silêncio. À luz da lua. Nem tu vais ser meu, nem eu vou ter tua. Porque há amores assim. Que nunca chegam a acontecer. Não é culpa de ninguém. Se assim é, é porque assim que tem de ser. E como se mata este amor? Que nunca se viveu? Que podia ter acontecido, mas que nunca aconteceu. Irá morrer devagar, nos beijos que nunca dei. No abraço que não senti e na pele que não cheirei. E assim continuamos à procura de um amor a dois. Um amor para se viver. Que não fique para depois.

e assim continuamos04.02.2017.jpg

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D