Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Só que não

Estamos começados mas não acabados. No fim, no regresso a nós, que consigamos, serenamente, dizer: «Ousei viver!». Sou feita de sentir e o que não me cabe no peito, transpiro-o nas palavras. Sou mulher e sou feliz.

14
Jan17

No teu tempo

By, JUX

No teu tempo. Não sigo padrões. Vivo as coisas dentro do tempo que lhes reservei. No meu tempo. Dei-lhes todo o tempo para fazerem sentido. Para me fazerem sentido. E fizeram. No seu tempo. Existiram na proporção da importância que lhes dei. Depois; bem, depois deixei-as. Deixei-as no tempo. Quando foi tempo. Às coisas e às pessoas. É assim que funciona. Vamos deixando lá atrás o que nos deixa de fazer sentido. Deve ser a isso a que chamam o desapego. Deixar ir. Largar. Desprender. Sem sentimento de culpa; de cobrança; de exigência. Seguir em frente. Não continuar a procurar passados no presente, mas ter o discernimento de não querer viver o amanhã no dia de hoje. A vida é um caos, deliciosamente, organizado. E de tudo o que podes escolher ser na vida, escolhe ser feliz. No teu tempo.

a vida é um 14.01.2017.jpg

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Favoritos

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D